ANDIROBA - ÓLEO VEGETAL  60ml
ANDIROBA - ÓLEO VEGETAL  60ml
×
ANDIROBA - ÓLEO VEGETAL  60ml
×
ANDIROBA - ÓLEO VEGETAL  60ml
ANDIROBA - ÓLEO VEGETAL  60ml
ANDIROBA - ÓLEO VEGETAL  60ml
ANDIROBA - ÓLEO VEGETAL 60ml
De: R$ 50,60
Por: R$ 25,60
5× de R$ 5,59
vezesparcelatotal
sem jurosR$ 25,60R$ 25,60
R$ 13,38R$ 26,76
R$ 9,05R$ 27,15
R$ 6,89R$ 27,56
R$ 5,59R$ 27,95
Você poderá escolher o número de parcelas ao concluir a compra.

* Isto é uma simulação, verifique o valor final das parcelas no intermediador de pagamentos.

ÓLEO VEGETAL ANDIROBA

PRODUTO COM VEC. EM 10/19

ÓLEO VEGETAL DE ANDIROBA - 60ml
Composição: Carapa guianensis
Isento de aditivos químicos e conservantes.
Óleo puro 100% Natural

A andirobeira é uma árvore de grande porte, podendo chegar a 30 metros de altura, e ocorre em toda a bacia Amazônica. Seu nome significa “óleo amargo”. O óleo vegetal é um líquido amarelo, de sabor amargo, que é extraído de suas sementes por prensagem, mas solidifica-se em temperaturas abaixo de 25º C, tornando-se uma gordura esbranquiçada. É muito conhecido pela medicina popular e oficialmente reconhecido como possuidor de propriedades anti-inflamatórias, analgésicas, antissépticas, cicatrizantes e para o trato respiratório.

COMO USAR NOS CABELOS:
Brilho e Maciez
Utilize na máscara capilar. A cada 15 dias ou 1 vez por semana para cabelos ressecados, faça a hidratação aplicando abundantemente o óleo em todo o cabelo enluvando. Deixe por 30 min e lave com xampu.
Piolhos
Aplique quantidade suficiente em todo o couro cabeludo, deixando agir por 40min. Enxague a seguir com xampu.

COMO USAR NA PELE:
Celulites
Massageie bem as regiões diariamente com algumas gotas.
Cicatrizante
Aplique de 2 a 3 gotas no local.
Hidratação
Aplique nas regiões ressecadas massageando suavemente. Use diariamente.
Dermatite
Aplique algumas gotas no local, de 2 a 3x ao dia. Alguns óleos essenciais podem auxiliar acelerando o processo de regeneração da pele.

COMO USAR NA SAÚDE:
Artrite e Artrose
Massageie as regiões doloridas com algumas gotas do óleo. O ideal é que se misture óleos essenciais com esta finalidade para potencializar o efeito terapêutico.
Repelente de Mosquitos
Aplique uma pequena quantidade no corpo, massageando bem.
Tosse, Gripe e Resfriado
Coloque algumas gotas na mão e massageie as costas e o peito de 2 a 3x ao dia. O ideal é que se misture óleos essenciais com esta finalidade para potencializar o efeito terapêutico.
Pneumonia e Bronquite
Coloque algumas gotas na mão e massageie as costas e o peito de 2 a 3x ao dia. O ideal é que se misture óleos essenciais com esta finalidade para potencializar o efeito terapêutico.
Amigdalite
Com o auxílio de um algodão, aplique o óleo direto na inflamação.
Fadiga Muscular
Massageie as regiões doloridas com algumas gotas do óleo. O ideal é que se misture óleos essenciais com esta finalidade para potencializar o efeito terapêutico.
Torcicolo
Massageie suavemente o local com algumas gotas do óleo. Repita até sentir o alivio.
Edemas e inchaços
Aplique algumas gotas massageando suavemente. Repita quantas vezes se fizer necessário.

Sobre o Óleo Vegetal de Andiroba
O nome “Ãdi’roba”, vem do tupi, que significa “óleo amargo” ; “carapa”, provêm de “garapa”, nome utilizado por diversas tribos para o óleo extraído destas sementes; “guianensis”, ou seja “da região das “Guianas”
A andirobeira é uma das árvores mais importantes da Região Amazônica, devido a suas múltiplas funções. Dela aproveitam-se casca, madeira e sementes. A madeira é considerada nobre, da casca faz-se um chá medicinal, e das sementes extrai-se o óleo vegetal. Muito utilizada pelos indígenas e povos da região para diversos fins terapêuticos, recentemente a Fundação Osvaldo Cruz lançou no mercado as velas de andiroba, usadas para repelir mosquitos transmissores de doenças. Árvore de grande porte, produz frutos que podem conter de 1 a 16 sementes de cor marrom, que variam de formato e tamanho. As flores são brancas e levemente perfumadas e florescem de dezembro a março. A extração das sementes é feita abrindo-se a cápsula e liberando-as manualmente. Logo após são cozidas para amolecerem, raladas ou amassadas e então colocadas em prensa para extração do óleo. Pelo método tradicional, usa-se o “tipiti” (prensa de palha) que produz um óleo que se solidifica mais facilmente, enquanto que o método de escorrimento de óleo da massa obtida, produz um óleo mais líquido.

Precauções
Não existem contraindicações para o uso externo.
No uso interno, deve-se ter cautela, utilizando-se dosagens pequenas e prescritas por profissional. A ingestão contínua pode causar intoxicação hepática.